domingo, 20 de maio de 2012

Check-up sentimental


Peito aberto, ferida exposta
Coração batendo devagar...
Dentro da noite escura, sinto esta dor sozinha
Sempre foi assim, tudo sozinha, mesmo quando os dias eram frios nunca procurei abrigo em lugar algum, fiquei exposta e frágil como porcelana antiga
Jamais foi fácil carregar todo o peso sozinha, mas você nunca esteve aqui
E eu nunca existi verdadeiramente
Mas agora eu queria andar pelo mundo e dizer adeus a tudo que me prende e me repreende.
Nesta noite abafada talvez a única coisa gratificante fosse andar até suar e acabar com essa angústia.
Não quero mais sentir a dor do coração partido, abandonado, esquecido...
Aprendi que algumas princesas têm príncipes, outras, sapos e outras têm vilões ou então ficam para sempre adormecidas, presas na torre, abandonadas e sem final feliz

2 comentários:

  1. Nossa, adorei. A imagem casou perfeitamente com o texto e me fez lembrar a vez que fui a Paris.
    Estava tomado por uma solidão parecida.

    Parabéns pelo blog.
    Abraço,
    Raphael

    ResponderExcluir
  2. So in love of this! do you wanna follow each other?:X

    FashionSpot.ro

    ResponderExcluir